Mais 16 empresas pertencentes a Bahá'ís foram encerrados em Qaem Shahr no Irão

Segundo a Human Rights Activists News Agency in Iran (HRANA), foram encerrados pelas autoridades iranianas16 estabelecimentos, pertencentes a bahá'ís, em Qaem Shar, por terem fechado no feriado bahá’í do primeiro dia de Ridván. Segundo informações da HRANA, em anos recentes, os departamentos dos locais públicos têm encerrado vários estabelecimentos e pequenas lojas que são a única fonte de rendimento de muitas famílias bahá’ís, uma vez que os bahá’ís não podem trabalhar na administração pública, nem em muitos outros setores de atividade. Além disso, os bahá’ís também estão impedidos de ter atividades comerciais que impliquem o manuseamento de alimentos ou serviços pessoais, pois a supersti

A Comunidade Bahá'í de Portugal elegeu a nova Assembleia Espiritual Nacional para o próximo ano

No fim de semana de 23-25 de abril, realizou-se no Centro Nacional Bahá’í, em Lisboa, a Convenção Nacional na qual foi eleita a 55ª Assembleia Espiritual Nacional dos Bahá'ís de Portugal que, durante o próximo ano, vai administrar a Comunidade Bahá’í de Portugal. Trinta e três delegados, vindos de todo o país, consultaram num espírito de amor e grande fraternidade sobre a evolução da Fé ao longo do último ano e apresentaram sugestões para o crescimento da Fé nos anos vindouros. Como já nos acostumámos há muito, o espírito de unidade foi tão sublime que os crentes que vêm assistir à Convenção ficam fascinados pela maturidade da consulta e pela humildade demonstrada pelos delegados, conducente

Membro da Comunidade Bahá'í do Iémen enfrenta condenção à morte

O Sr. Hamed Muhammad bin Haidara, nasceu no Iémen e é membro da Comunidade Bahá’í do Iémen, foi preso em Dezembro de 2013, num centro de detenção na capital, Sanaa, tendo sido submetido a choques elétricos e outros maus tratos. Na acusação, que o Observatório dos Direitos Humanos analisou, o promotor acusa o Sr. Haydara de cometer, entre outros crimes, "um ato que viola a independência da República, a sua unidade ou a integridade da suas terras", "trabalhar para os interesses de um estado estrangeiro "," insultar o islão "e" apostasia. "o promotor está a tentar" a pena máxima possível ", o que para algumas destas acusações é a morte, assim como o confisco das suas propriedades. A esposa de H

Notícias Selecionadas
Arquivo
Siga-nos
  • Facebook Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2020 Comunidade Bahá'í de Portugal 

  • s-facebook