© 2019 Comunidade Bahá'í de Portugal 

  • s-facebook

December 24, 2018

Please reload

Últimas Notícias

A inauguração do Templo Bahá’í da Colômbia foi uma cerimónia de alegria e emoção

July 23, 2018

1/10
Please reload

Bahá`ís prisioneiros no Iémen após detenção em massa durante um encontro de jovens

August 31, 2016

A Comunidade Bahá’í Internacional pede a libertação imediata de 10 Bahá`ís  que permanecem injustamente detidos no Iémen. O grupo, composto por sete homens e três mulheres, foi feito prisioneiro em 10 de Agosto de 2016, quando soldados armados e com máscara, invadiram um encontro de Bahá’ís e cidadãos Iemenitas de outras religiões, que se tinham juntado em Sana’a para um encontro de jovens, durante nove dias.

 

Ao todo foram presas 60 pessoas, 38 homens e 22 mulheres, pelos soldados da Segurança Nacional, que atuaram como se tivessem a missão de terminar um encontro de um perigoso grupo  terrorista. Mesmo as crianças e os mais jovens presentes sofreram tratamento brutal. Nos últimos dias foram libertados cinquenta, mas dez permanecem encarcerados.

 

 

O encontro, organizado pela comunidade Bahá’í do Iémen, é patrocinado pela Fundação Nida para o Desenvolvimento Humano, uma organização da sociedade civil no Iemen, focava programas morais e educativos para a juventude. Os participantes tinham-se reunido para discutir meios de contribuir de modo construtivo  para o desenvolvimento da sua comunidade.

 

Ainda não está claro com exactidão quem está por detrás destas prisões. Há relatórios que sugerem terem sido feitas por ordem do  Sr. Khaled Al-Mawari, Procurador Geral. O Sr. Al-Mawari esteve envolvido na prisão e detenção de outro membro da comunidade Bahá’í Iemenita, o Sr. Hamed bin Haydara, detido em 3 de Dezembro de 2013,  também sem acusação e que permanece na prisão após dois anos e nove meses.

 

Na sequência do assalto e das prisões, um número de indivíduos e organizações Iemenitas relevantes, incluindo a ex-ministra e ativista dos direitos humanos, Sra. Arwa Othman, o jornalista Abdul-Bari Taher, o Movimento Secular pela Paz, e os Quranis, condenaram estas acções e apelaram ao governo para que liberte imediatamente as pessoas ainda presas.

 

 

A comunidade Bahá’í no Iemen também escreveu uma carta ao Presidente do Supremo Conselho Político, Saleh Ali al-Sammad, pedindo a libertação de todas as pessoas presas no dia 10, assim como do Sr. bin Haydara.

 

A Comunidade Bahá’í Internacional junta a sua voz ao apelo, pedindo às autoridades do Iémen que atuem de acordo com as regras internacionais de liberdade de religião e libertem estas 11 pessoas.

 ------------------------------------------------------------------------------------------

SANA'A, Iémen, 23 de Agosto de 2016

 

Uma extraordinária onda de apoio, de organizações e indivíduos, acendeu a esperança no coração dos bahá’ís do Iémen na sequência das recentes detenções, que lá tiveram lugar. Isto também revelou o grau atingido pelos bahá’ís na sua motivação para  construir a unidade, que tocou tanta gente neste país e em toda a região. Um declaração de apoio aberto com esta afirmação dramática de solidariedade:

"Somos todos bahá'ís".

 

Please reload

Notícias Selecionadas
Please reload

Arquivo
Siga-nos
  • Facebook Basic Square
  • Google+ Basic Square