© 2019 Comunidade Bahá'í de Portugal 

  • s-facebook

Pelos Mortos

 

 

Ó MEU DEUS! Ó Tu que perdoas os pecados! Tu que concedes dádivas e afastas as aflições!

Suplico-Te, verdadeiramente, que perdoes os pecados dos que abandonaram as vestes físicas e ascenderam ao mundo espiritual.

Ó meu Senhor! Purifica-os das transgressões; desvanece-lhes a tristeza e transforma a sua escuridão em luz. Permite que entrem no jardim da felicidade, se purifiquem com a água mais límpida e, no mais sublime monte, contemplem os Teus esplendores.

 

‘Abdu’l-Bahá

 

 

 

Ó MEU DEUS! Ó meu Deus! Verdadeiramente, este teu servo, humilde ante a majestade de tua divina supremacia e submisso à porta de Tua unicidade, acreditou em Ti e em Teus versículos e testificou Tua palavra, tendo sido aceso com o fogo de Teu amor, imerso nas profundezas do oceano do Teu conhecimento, e atraído por Tuas brisas. Ele confiou em Ti, volveu a face a Ti, ofereceu a Ti as suas súplicas e recebeu a certeza do Teu perdão e indulgência. Ele abandonou esta vida mortal e levantou vôo para o reino da imortalidade, anelando pela graça de atingir a Tua Presença.

Ó Senhor! Exalta-lhe a posição; abriga-o à sombra do pavilhão da Tua mercê suprema; fá-lo entrar no teu glorioso paraíso e perpetua-lhe a existência em teu sublime jardim de rosas, a fim de que ele venha a se imergir no oceano da luz, no mundo dos mistérios.

Tu, em verdade, és o Generoso, o Poderoso, O que sempre perdoa, o Dispensador de Graças.

 

‘Abdu’l-Bahá

 

 

 

SUPLICO-TE, ó Tu que és a Luz do mundo e o Senhor das nações, neste momento exato, quando com as mãos da esperança me seguro à orla das vestes da Tua mercê e bondade – perdoa aos Teus servos que se elevaram à região da Tua proximidade, dirigindo as suas faces aos esplendores da luz do Teu Semblante, volvendo-se para o horizonte da Tua aprovação e aproximando-se do oceano da Tua misericórdia e que, durante toda a sua vida, Te expressaram louvor e arderam com o fogo do seu amor por Ti. Ordena-lhes, ó Senhor meu Deus, tanto depois como antes de sua morte, o que seja próprio da Tua suma bondade e excelsa misericórdia.

Possam os seres que a Ti ascenderam – eu Te peço, ó meu Senhor – recorrer Àquele que é o mais sublime Companheiro, e abrigar-se à sombra do Tabernáculo da Tua majestade e do Santuário da Tua Glória. Do oceano do Teu perdão, esparge sobre eles, ó meu Senhor, o que os torne dignos de permanecerem, por toda a duração da Tua própria soberania, dentro de Teu mais excelso Reino e Teu Domínio supremo. Potente és Tu para fazer o que Te apraz.

 

Bahá'u'lláh

Fiz da morte a mensageira de teu júbilo. Por que lamentas? A luz, Eu a fiz derramar sobre ti o seu esplendor. Por que te ocultas diante deste esplendor?

Ó Filho do Supremo!